biblioteca.gif (1131 bytes)

*****************************************


"
Incompreensão "

    
Há dias em que a gente acorda assim, doente
irremediavelmente...
de um incurável mal...
- há dias em que a gente acorda assim, poeta
a alma romântica, inquieta,
sentimental.
............................................................................................

Tu... pobre homem que ris disto que escrevo e digo
que escarneces de mim e irônico me olhaste...


Tens direito de rir... e afinal te bendigo:
- porque nunca acordaste...



( Poema de JG de Araujo Jorge extraído do livro
"Os Mais Belos Poemas Que O Amor Inspirou"
Vol. II -  1a edição 1965 )


*****************************************

Home